Perguntas frequentes

A Faixa de preço é muito ampla e varia em função de diversos fatores. Dentre eles, o hospital onde será realizada, os honorários do Cirurgião e da equipe médica e a região urbana onde o paciente será operado(a) são os principais.
Então, quanto custa uma rinoplastia em BH?
O preço médio atualizado para a cirurgia plástica no nariz pode variar de R$ 9.000,00 a R$ 25.000,00.

Até que se atinja a meta planejada pelo cirurgião, diversas fases evolutivas ocorrerão. Tais reações são variáveis de pessoa para pessoa, contudo é necessário certo tempo para que o organismo se recupere. Resumidamente:

  • Retornar ao trabalho só após a retirada do gesso (aproximadamente 8 dias).
  • Caminhadas esportivas após 15 dias, evitando tomar sol.
  • Dirigir, geralmente, após o 5º dia de pós, se as condições visuais permitirem.
  • Uso de óculos, após 30 dias, ou antes, se liberado por seu médico.
  • Esportes após 45 dias.

Basicamente existem duas técnicas para a plástica no nariz. Na técnica fechada (endorrinoplastia) são feitos cortes na parte interna das narinas; na técnica aberta (exorrinoplastia) é realizada uma incisão (corte) na parte externa da columela (entre as duas narinas). Ambas técnicas têm seus defensores e podem permitir ao cirurgião o acesso as estruturas cartilaginosas para que sejam modificadas de acordo com o planejamento.

Não existe idade ideal para a cirurgia plástica no nariz. Aconselha-se a realização do procedimento após finalizado o crescimento facial, o que geralmente ocorre após os 16 anos de idade, variando de homens para mulheres. Importante lembrar que após os 50 anos de idade, todo nariz começa a apresentar alterações da forma que são compatíveis com a senilidade (envelhecimento), mas que também podem ser corrigidas com a rinoplastia.

Existem alguns perfis na rede social Instagram que, democraticamente, expõe fotos com o consentimento dos pacientes. Os pacientes interessados podem consultá-los de forma a tirar suas dúvidas iniciais, mas sempre é aconselhado a procurar seu médico para um opinião técnica. Lembrando que muitos desse perfis são patrocinados por alguns médicos que praticam concorrência desleal.

O Código de Ética Médica não permite a divulgação pelos seus membros de antes e depois. O intuito é manter a privacidade dos pacientes operados, além de evitar falsas promessas de resultados. Apesar de cada desfecho ser individual, é comum a exposição apenas de ÓTIMOS resultados nas redes sociais o que induz os pacientes pensar que todos ficaram da mesma forma.

Existem, sim, algumas situações nas quais as seguradoras e operadoras de planos saúde oferecem cobertura para rinoplastia. A rinoplastia reparadora decorrente de retirada de tumores, após traumas faciais e em pacientes com deformidades congênitas são as situações mais comuns. Além disso, a rinosseptoplastia funcional é coberta em casos de obstrução por deformidades do septo e por disfunção da válvula nasal.

Cirurgia ortognática é o procedimento realizado para movimentar a maxila (osso superior da boca) e/ou a mandíbula (osso inferior da boca) para corrigir deformidades faciais anatômicas (prognastimo, retrognatismo) sempre levando em consideração a oclusão maxilo-mandibular (mordida ou contato entre os dentes). Assim, consegue-se promover um equilíbrio entre as proporções faciais, melhorando a estética facial e a mordida, a fala e até a respiração.

Sim, é possível a realização dos dois procedimentos simultaneamente (mesmo dia). Algumas situações nas quais após a análise facial o cirurgião detecta que a movimentação da maxila poderá acarretar alterações nasais significativas a rinoplastia concomitante com a ortognática pode ser indicada.

Oclusão maxilomandibular classe I é quando os dentes primeiros molares superiores se tocam de maneira discretamente anterior aos primeiros molares inferiores. Quando os molares superiores tocam os inferiores muito anteriormente classifica-se em classe II e quando eles se tocam de maneira posterior a classificação é classe III.

Existem algumas maneiras de corrigir o sorriso gengival. A técnica mais conhecida é a aplicação de toxina botulínica, conhecida pelo nome comercial Botox. Porém nem todos os casos são resolvidos com aquela técnica. Em alguns casos a gengivoplastia ou a cirurgia ortognática podem ser necessárias. Para isso, a análise facial por um médico especialista é importante para um diagnóstico preciso.