Mamaplastia Redutora

Mamas muito grandes podem afetar a mulher de forma emocional, incomodando-a esteticamente, além de produzir alterações no sono, comprometer certas atividades cotidianas e até causar dores intensas nas costas, ombros e pescoço. A Mamaplastia Redutora é indicada para esses casos, em que há o desejo e a necessidade de reduzir os seios. O procedimento cirúrgico diminuirá a quantidade de tecido mamário e concederá uma nova forma às mamas, podendo oferecer um tamanho mais confortável e uma aparência mais saudável aos seios.

Duração do procedimento Cerca de 3 horas com possível alta no mesmo dia.
Quem pode fazer Todas as mulheres que se sentem incomodadas com o excesso de mama e que, de preferência, já possuem um completo desenvolvimento da mama.
Pós-operatório Você deverá ficar um tempo de repouso, sem elevar os braços e evitar a prática de exercícios físicos durante cerca de quinze dias. É importante utilizar o sutiã cirúrgico por trinta dias.

A Mamaplastia Redutora pode ser realizada em todas as mulheres que se sentem incomodadas pelo tamanho excessivo de suas mamas. O procedimento cirúrgico deve ser realizado, de preferência, a partir do completo desenvolvimento das mamas, que geralmente acontece entre 14 e 15 anos de idade. Pode haver uma exceção nos casos em que o crescimento demasiado das mamas ocorre ainda na adolescência, mesmo que elas ainda não tenham atingido o seu desenvolvimento final.

A Mamaplastia Redutora é realizada através de incisões nos seios para remover o excesso de pele, gordura e tecido. Após essa etapa, o mamilo é reposicionado e há uma diminuição da aréola, se for necessário. O tecido mamário também será reduzido, elevado e moldado.

Existem várias técnicas cirúrgicas que visam alcançar a forma e o tamanho das mamas desejado pela mulher. Após uma cuidadosa conversa com a paciente, o cirurgião aconselhará a técnica mais adequada para reduzir o tamanho dos seios de acordo com as particularidades anatômicas, as preferências pessoais e a composição da mama da paciente.

As alterações cirúrgicas já podem ser imediatamente visíveis após o procedimento. Com um menor tamanho da mama, a paciente poderá sentir menos dor e outros incômodos físicos e emocionais, contribuindo para sua autoestima e segurança. O inchaço diminuirá com o tempo. Geralmente, esse procedimento não apresenta um pós-operatório muito doloroso, porém, se houver dor, o médico poderá receitar medicamentos específicos.

É importante conversar com o médico sobre seu histórico de doenças, tratamentos, uso de medicamentos, alergias, cirurgias prévias, histórico médico familiar e etc. Após essa conversa inicial, o cirurgião indicará alguns exames pré-operatórios (exames laboratoriais, risco cirúrgico, mamografia etc.) para estudar sua condição de saúde atual. Aproveite esses momentos iniciais para esclarecer TODAS as suas dúvidas com relação à Mamaplastia Redutora.

Já no dia da cirurgia, o médico lhe pedirá para realizar um jejum e chegar ao hospital com antecedência e com um acompanhante para internação.

A cirurgia é permanente?

Não. Os resultados da Mamaplastia Redutora podem ser preservados por um tempo, porém podem sofrer alterações devido ao envelhecimento, se houver ganho excessivo de peso e se houver aumento significativo do volume das mamas, ocasionado, por exemplo, por gestação e amamentação.

Mova a barra central para ver o antes e depois.
Imagens meramente ilustrativas de caráter educativo. Não devem ser interpretadas
como garantia de resultados.